Saiba as melhores dicas para fazer o controle de plantas daninhas

O controle de plantas daninhas é fundamental para a rentabilidade da safra, uma vez que essas plantas podem prejudicar a lavoura ao competirem com a cultura pela luz solar, água e nutrientes. Além disso, a depender do grau de infestação, podem se tornar hospedeiras de insetos remanescentes e provocar perdas durante a colheita.

Para evitar todos esses problemas citados existe uma série de medidas simples de serem adotadas que irão proteger a lavoura:
• Não deixe áreas em pousio: use práticas integradas de manejo de plantas daninhas durante o ano, com foco na rotação de culturas e coberturas do solo;
• Comece a cultura em uma área limpa: faça um controle efetivo no pré-plantio;
• Em seu sistema de manejo, utilize a dose correta, faça a aplicação de produtos no momento adequado e observe as melhores condições de aplicação;
• Use o manejo pós-colheita, associando os herbicidas com diferentes mecanismos de ação;
• Monitore os resultados da estratégia de manejo implementada, evitando o estabelecimento de populações remanescentes de plantas daninhas e tigueras na cultura;
• Evite a dispersão de sementes pelos implementos agrícolas.

ATENÇÃO: é preciso estar atento para impedir a disseminação que pode ocorrer por meio de máquinas e implementos agrícolas, animais ou lotes contaminados de sementes (por isso é importante optar pela compra de sementes certificadas). Pátios, fontes de água e canais de irrigação dentro da propriedade também devem ser observados.