Refúgio é o ponto mais importante no manejo, diz especialista

Para o entomologista e professor da Universidade Federal de Santa Maria, Jerson Guedes, o Manejo Integrado de Pragas (MIP) tem vários pontos importantes, mas o refúgio é fundamental. A adoção dessas áreas tem sido eficaz em retardar o aparecimento de resistência de pragas nos países com maior histórico de uso destas tecnologias. “Essas áreas onde os insetos suscetíveis possam sobreviver é a chave”, afirma Guedes.

O entomologista alerta que é necessário usar uma menor quantidade de inseticidas nessas áreas, de forma a permitir que esses insetos suscetíveis acasalem com os possíveis resistentes, garantindo o prolongamento da eficácia dessas tecnologias. As áreas de refúgio devem ser conduzidas como toda a lavoura, com o uso de pulverizações de inseticidas ou a adoção de outros métodos de controle sempre que as populações das pragas atingirem o nível de ação. É importante lembrar que não é recomendável a aplicação de inseticidas formulados à base de Bt nas Áreas de refúgio.

Assista no vídeo abaixo o depoimento completo de Jerson Guedes:

 



Eventos