Na última semana o Boas Práticas Agronômicas esteve na Expodireto Cotrijal, na cidade de Não-Me-Toque (RS), para participar do Fórum Soja Brasil – Balanço da Safra 2016/2017. Na ocasião o pesquisador da Embrapa Alvadi Balbinot Junior falou sobre a importância de se preservar as tecnologias no campo, especialmente as sementes Bt, para que seus benefícios sejam vistos no longo prazo. O evento teve ainda um debate sobre o tema onde se juntaram ao Balbinot o conselheiro do Conselho de Informações sobre Biotecnologia (CIB), Marcelo Gravina e o produtor rural Irineu Orth, mediados pela coordenadora do BOAS e diretora-executiva do CIB, Adriana Brondani.

Durante a palestra, Babinot destacou que o estado do Rio Grande do Sul é o que apresenta maior instabilidade na produção da soja e por isso é importante que os produtores tenham máxima atenção ao uso das tecnologias no campo. “Um dos desafios da região tem sido a dificuldade no manejo de insetos e a soja Bt é uma ferramenta valiosa nesse cenário”, disse o pesquisador da Embrapa.

O produtor Irineu Orth falou da importância de todos que compõe a cadeia do agronegócio se engajarem para garantir o funcionamento das tecnologias. Ele ressaltou que quem não faz o refúgio não está adotando o manejo adequado. “Não adianta só colher muito, temos que fazer uma gestão melhor”, afirmou, reforçando a ideia de que é agindo agora que o produtor protege o futuro da sua lavoura.