MIP é destaque no Congresso de Entomologia 2016

O risco da evolução de resistência na soja Bt no Brasil foi tema de discussão durante o XXVI Congresso Brasileiro de Entomologia, realizado no mês de março, em Maceió (AL). O cenário apontado pelos pesquisadores que participaram do evento é de que o produtor ainda não está convencido da importância do refúgio para proteger a tecnologia, comprometendo sua eficácia. A situação é agravada pelo fato de que não há previsão para o lançamento de novas tecnologias no curto prazo, o que torna o resultado das próximas safras preocupante.

Na opinião de pesquisadores presentes no evento a base científica do Manejo Integrado de Pragas (MIP) está sendo feita no Brasil, a questão agora é como fazer a informação chegar até o agricultor. Já existem estudos que comprovam a eficácia do refúgio, mas os produtores ainda não têm a consciência da importância da prática e nutrem certa desconfiança. O refúgio é benéfico para toda a cadeia do Agronegócio, mas os produtores têm a sensação de que somente eles arcam com o ônus da adoção. Precisamos trabalhar todos juntos para mudar esse cenário. “A hora que o produtor estiver convencido da importância do refúgio ele vai adotar com certeza, mas infelizmente ele ainda não está consciente”, afirmou o engenheiro agrônomo Fabio Mutta.

Assista o depoimento completo:

 



Eventos