Programa Boas Práticas Agronômicas leva suas atividades aos produtores de Goiás

Entre os dias 17 e 21 de outubro o programa Boas Práticas Agronômicas irá promover palestras técnicas, uma palestra interativa e o Jogo Boas para os produtores de soja, milho e algodão do Sudoeste goiano. A participação do Boas será dentro da programação do Projeto Soja Brasil que, nessa etapa, passará pelas cidades de Mineiros, Rio Verde, Iporá e Palmeiras de Goiás.

info

De acordo com o último relatório divulgado pelo Serviço Internacional para a Aquisição de Aplicações de Agrobiotecnologia (ISAAA), a área plantada com biotecnologia em Goiás soma 2,65 milhões de hectares, portanto, é de suma importância que os produtores locais façam o uso correto da tecnologia no campo, especialmente no que se refere ao manejo das sementes Bt, resistentes a insetos. A evolução da resistência de insetos é um dos principais desafios da agricultura brasileira.

Em Mineiros e Rio Verde, os produtores locais poderão tirar dúvidas com o doutor em Entomologia José Magid Waquil. O especialista irá ministrar uma palestra técnica, explicando dessecação antecipada, uso de sementes certificadas, tratamento de sementes, adoção de áreas de refúgio, controle de plantas daninhas e voluntárias e monitoramento de pragas. Nessas cidades e em Iporá os produtores também poderão participar do Jogo Boas, um jeito divertido de se informar sobre as melhores práticas de manejo e tirar dúvidas com um especialista. Quem mostrar que conhece as boas práticas no campo ganha brindes como uma camiseta.

Nas duas últimas cidades pelas quais a caravana vai passar, Iporá e Palmeiras do Goiás, a diretora-executiva do Conselho de Informações sobre Biotecnologia (CIB), Adriana Brondani, fará palestra interativa sobre o uso da biotecnologia no campo, na qual irá orientar o produtor a respeito do uso sustentável das tecnologias. Será mais uma oportunidade de os produtores tirarem suas dúvidas e testarem seus conhecimentos em tempo real.



Eventos