Agricultores irão investir em novas tecnologias na próxima safra

O Conselho de Informações sobre Biotecnologia (CIB) participou da edição de Toledo do Fórum Soja Brasil e ressaltou a importância da adoção das boas práticas para a promover a sustentabilidade da biotecnologia agrícola. Segundo a diretora-executiva do CIB, Adriana Brondani, investir no Manejo Integrado de Pragas (MIP) é essencial para a manutenção da produtividade no campo.

soja_brasil_foto_interna

Os produtores rurais estão alinhados com esse posicionamento. Levantamento feito durante o evento, que ocorreu no dia 28 de julho de 2015, mostrou que, mesmo com os atuais desafios na economia, produtores rurais consideram indispensável o investimento em novas tecnologias para garantir para a produtividade da lavoura. Dos 1100 participantes do evento, 93% afirmaram que na safra 2015/2016 irão investir em sementes mais produtivas, em novos fertilizantes e no controle de pragas, doenças e plantas daninhas.

De acordo com a executiva, a biotecnologia traz grandes benefícios para o agricultor. “Atualmente as tecnologias disponíveis para os produtores incorporam características agronômicas, a exemplo da tolerância a herbicidas e resistência a insetos, e isso traz maior flexibilidade para o manejo”. Além disso, é possível otimizar o uso de insumos agrícolas.

Adriana alertou, porém, para a importância de realizar o Manejo Integrado de Pragas (MIP) de maneira adequada. A utilização de uma cultura Bt sem a adoção de táticas que visem retardar a evolução da resistência tende a gerar indivíduos resistentes no longo prazo. “Deste modo, o uso de culturas Bt deve estar sempre associado ao plantio de áreas de refúgio que, em conjunto com outras práticas, atuam preventivamente retardando o processo de evolução da resistência em populações de insetos-praga”, disse.



Eventos